Desbravando o norte da Grécia: Paliós Panteleímon

Não é so de de casinhas brancas e mar azul que vive a Grécia. Isso mesmo! Esse país é cheio de preciosidades que na maioria das vezes são ofuscadas pela popularidade das ilhas paradisíacas e dos monumentos milenares de Atenas. Por conta disso o norte da Grécia e uma grande parte da Grécia continental acaba sendo deixado de lado, o que é certamente um grande erro.

Durante o ano de 2017 o nosso desafio é conhecer e mostrar as belezas desconhecidas do norte do país. Quem vem com a gente? Mas antes de tudo que tal conhecermos um pouco sobre a Grécia?

Ellada / Hellas / Grécia


A Grécia ocupa o extremo sul dos Balcãs no mar Mediterrâneo Oriental, fazendo fronteira com a Albânia, Macedônia (Antiga República Iugoslava da Macedônia ou FYROM em inglês), Bulgária e Turquia.

01_Mapa

Sua população de aproximadamente 11 milhões é formada por 98% de ortodoxos, 1,3% de muçulmanos e somente 0,7% de outras religiões. A expectativa média de vida é de 79,52 anos e a taxa de desemprego chegou aos 23,5% em 2016.

O país é composto por treze regiões geográficas: Região da Macedônia Oriental e Trácia, Região Atiki, Região do Norte Egeu,  Região da Grécia Ocidental, Região da Macedônia Ocidental, Tessália, Épiro, Ilhas Jônicas, Macedônia Central, Região de Creta, Região do Sul do Egeu, Peloponeso e Região da Grécia Central.

Vamos nos concentrar na Região da Macedônia Central… é a maior em área e segunda região mais populosa da Grécia. Sua capital é a cidade de Thessaloniki, a segunda maior cidade da Grécia.

02 Macedonia Central

É formada por 7 unidades regionais (Thessalonikis, Imathias, Kilkis, Pelas, Pierias, Serron e Chalkidikis) as quais são subdivididas em 38 municípios.

Paliós Panteleímon


Localizado nas encostas do Monte Olimpo, o pequeno vilarejo de Paliós Panteleímon nos surpreendeu com sua simplicidade e beleza e tradição.

Foram necessários pouco mais de 100km de Thessaloniki para chegarmos ao vilarejo. A rota foi traçada pelo Google Maps e o trajeto foi bem facinho, sem erros.

03 Rota

Pentencente a um dos três municipios da unidade regional de Pierias, a pequena vila está localizada numa altitude de 700m do nível do mar, possuindo uma vista fantástica e privilegiada para o monte Olimpo, para o Castelo de Platamonas e para o mar Egeu.

Suas ruelas de paralelepípedos nos levam a pracinha central que é repleta de árvores altas, cafés e tabernas. A vista é deslumbrante, sendo esse pitoresco vilarejo o local ideal para um fim de semana relaxante e uma saída para quem deseja se desligar do caos da cidade grande sem precisar sair dos arredores de Thessaloniki.

A arquitetura histórica deste lugar, suas casas de pedra e suas ruelas de paralelepípedo nos levaram de volta ao século 14 quando foi construído e habitado.

18
Palios Panteleimon
18_
Palios Panteleimon
29
Palios Panteleimon

A entrada de carros é proibida – ou deveria ser – por isso para acessar o vilarejo tivemos que deixar o carro no estacionamento municipal fora da aldeia e seguir a pé (infelizmente encontramos vários carros estacionados na vila, uma pena não ser respeitada essa regra).

Andando pelas ruelas estreitas é impossivel não admirar as mansões imponentes, contruídas com pedra, madeira e muito bom gosto. Todas as ruas nos levam ao coração da aldeia  – uma praça com enormes árvores e seus galhos nos presenteando com ar fresco e sombra, potes coloridos e a impressionante igreja de São Panteleimon.

21.jpg

Durante o dia desfrutamos de bom café, sobremesas e tortas do Palió Kafenío – localizado na praça.

Conhecemos também o Castelo do Platamona – somente do lado de fora pois estava fechado por razão do feriado (que bola fora em) – o que não nos impediu de apreciar a bela construção com vista para o Mar Egeu.

A noite foi desfrutada com a atmosfera aconchegante e amigável da taberna/pousada Pleiádes na companhia de bons amigos, boa bebida e boa música.

Onde ficar

Com certeza a melhor opção é se hospedar em um dos casarões tradicionais que combinam harmoniosamente tradição e conforto, desfrutando do encanto e da sensação relaxante da viagem no tempo que esse local tão especial oferece.

DCIM100GOPRO
Pleiades
DCIM100GOPRO
Pleiades

Nossa opção foi a Pousada Pleiádes, próxima ao estacionamento municipal. O custo foi de 35€ por casal/noite pois escolhemos a opção econômica de 1 quarto para 4 pessoas.

Onde comer

Algumas das melhores escolhas para provar a excelente gastronomia local são as tabernas Olympus, Platanos e Pleiádes. Essa última por ser também a pousada onde nos hospedamos foi a nossa escolha, seus preços são muito razoáveis, saindo em torno de 20€ por pessoa a refeição com um excelente vinho local.

O que vale a pena experimentar

As refeições mais tradicionais são carne de porco assada em gastra – uma especie de panela de barro, linguiça da roça e costeletas grelhadas, cabra cozida e javali.

30

31

Vale a pena comprar os produtos orgânicos e artesanais vendidos nas pequenas lojinhas do vilarejo. Óleos essenciais, aromas, botânicos, macarrões caseiros e doces de colher.

E ai, gostaram? Onde será nossa próxima parada?

Em breve estaremos de volta! Geiaaaa sas :*

14.jpg

Pinterest.jpg

Anúncios

18 comentários sobre “Desbravando o norte da Grécia: Paliós Panteleímon

    1. Muito obrigada!!! É mesmo lindo lindo né, também adoro conhecer vilarejos assim. Ahhh e essa sobremesa se chama portokalopita, que é um bolo de laranja com calda. Só que essa era incrementada com um creme branco e chantilly… ooo trem bão hahaha 😍😍

      Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s