Porque amamos Feta?

Não há turista nesse mundo que passe pela Grécia e não se apaixone pelo queijo feta. Um sabor especial em combinação com as refeições mediterrâneas tornam esse queijo o queridinho dos apreciadores da boa comida.

Feta é um tipo de queijo conservado em salmoura, cujas raízes vêm de milhares de anos atrás, na Grécia Antiga.

Fabricado exclusivamente com 70% de leite de ovelha ou carneiro, misturado a 30% de leite de cabra. O sabor do queijo feta é salgado e este é armazenado numa solução de salmoura ou de leite coalhado por cerca de 3 meses. Uma vez removida da solução salina, a bolacha perde todo o líquido e torna-se mais compacto.

feta (1).jpg

O queijo feta é branco e normalmente armazenado em grandes blocos. A sua variedade depende da dureza do queijo. Então, podemos encontrar desde bem macio até o mais duro. A gordura que possui varia entre 30% a 60%, sendo a média, cerca de 45%.

Proteção do nome FETA


Feta foi estabelecido pela Comissão Europeia como uma denominação de origem protegida (DOP) .Ou seja, somente os queijos “feta” produzidos em regiões específicas da Grécia e com utilização de leite proveniente de cabras de raças específicas, podem  ser denominados “FETA”. E não vale se  o processo  utilizado para a produção não for o tradicional.

feta-turi.jpg

As áreas autorizadas a produzir feta são a Grécia continental, Macedônia, Trácia, Épiro, Tessália, Grécia Central e Peloponeso. A única ilha autorizada a produzir o queijo é a ilha de  Lesbos.

Os queijos produzidos nos locais não permitidos pela lei e com processo de produção diferente do tradicional são chamados simplesmente de queijo branco.

Origem


Em busca das origens na Grécia antiga, encontramos as primeiras referências na Odisséia de Homero, e mais especificamente no mito do Cíclope Polifemo. A lenda diz que Polifemo foi o primeiro fabricante de queijo feta – levando o leite de ovelha todos os dias em peles de animais, foi a sua grande surpresa encontrar depois de alguns dias o leite coalhado e sólido, comestível e facilmente armazenável.

Tais queijos são encontrados em todo os Balcãs. A maioria dos produtores adotaram oficialmente o termo “queijo branco”, enquanto os consumidores não deixam de chamar “feta” em suas vidas diárias.

Nome e uso


Acredita-se o atual nomeação do queijo feta foi “recente”. O nome feta é de origem italiana (fetta: fatia) constante um relatório do século 17 onde este tipo de queijo era cortado em fatias para ser colocado em barris.

A feta é um alimento especial para os gregos e faz parte da sua dieta diária. Servidos quase em todas as refeições, é utilizado em muitas receitas.   É amplamente conhecido em todo o mundo como o principal componente da salada grega.

Além disso é o principal ingrediente de torta de queijo (tyrópita), tortas de espinafre com queijo (spanakotyrópita) e da tyrokafterí – uma pasta picante de feta, e muitos outros pratos que acompanham a cozinha grega, ou sem acompanhar nenhum prato, assim mesmo, pura ou regada a azeite e orégano. Para muitos (inclusive, eu) o consumo e a combinação de feta estão completamente ligados a culinária mediterrânea.

150812_5
Spanakotyropita
dairy-tyrokayterh
Tyrokafteri
Turopita-strifti-saligaros
Tyropita
Ελληνική-Φέτα-σε-χωριάτικη-σαλάτα-1
Salada grega

Notícia boa


Em maio desse ano o Ministério da Agricultura liberou a entrada no Brasil de até cinco quilos de selecionados produtos de origem animal por pessoa, na volta do exterior. (MAPA – Instrução Normativa No – 11, de 10 de maio de 2016)

Perfeito! Agora há como assegurar esse pequeno espaço na mala pra levar os queijos favoritos das férias na Grécia, e principalmente feta ❤ ❤ ❤

wellbeing_06_0.jpg

E vocês, já experimentaram? Conte sua experiencia 🙂

Anúncios

22 comentários

  1. Aninha….. Adorei esse teu texto! Passei vergonha aqui! Nunca ouvi falar deste queijo! Tudo bem que eu tenho uma péssima memòria e, talvez jà o tenha comido!
    Vou ver se encontro por aqui! Fiquei curiosa!

    Foi engraçado pois, ao ler o tìtulo ri comigo: “Fetta” tem 2 Ts e vi que a origem possìvel é justamente a palavra italiana! hehehehehe

    beijinhos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Ju! Kkk mas isso é verdade, tem muita gente que não conhece o queijo. Acredito que não seja tão procurado no Brasil. Eu particularmente nunca encontrei no meu estado. Em alguns países, como na Australia ele é bem consumido. Espero que encontre e possa provar 😉 abraços

      Curtido por 1 pessoa

  2. Eu amo Feta!!! Outro dia fiz pão de queijo com Feta e não sabia explicar de onde vinha o queijo, agora já sei tudo! Sim, fica bom até no pão de queijo hahaha, se bem que nestes pratos maravilhosos que você postou a foto deve ficar ainda melhor!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi Ana… vou ser bem clichê, mas não consigo evitar: que delícia de texto! 🙂

    Será que vou gostar do feta, uma vez que não consigo gostar do queijo de cabra? Por outro lado, gosto muito de queijo salgado! Humm… Acho que vou ter que dar um pulinho ai na Grécia para experimentar!

    Os pratos feitos com ele, estão bem atraentes, assim como a história de sua origem (adoro uma coisa velha assim, que atravessou os tempos) e o fato de ser DOC.

    Obrigada por me ensinar sobre esse item da gastronomia grega! 🙂

    beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu que agradeço pela visita no blog e pelos elogios. Acredito que vá gostar sim. Existem também por aqui os “queijos brancos” que têm a mesma forma de produção do feta mas com leite de vaca, e o gosto não muda muito hehehe Pra ser sincera eu achei feta muito estranho no início mas rapidinho já amei ❤ Espero que tenha a oportunidade de provar 🙂

      Curtir

  4. Que delícia esse post! Meu Deus! É nosso queijo preferido. Combina com praticamente tudo! Pena que as vezes é difícil de achar para comprar. Aqui em Porto Velho mesmo eu nunca vi… sniff… 😦

    Curtido por 1 pessoa

    1. Infelizmente eu não conheço. Na verdade, uma vez em uma delicatessen em Vitória-ES encontrei queijo feta mas produzido no sul do Brasil. Não comprei por ser um queijo seco (o queijo feta grego é conservado em salmoura). Talvez em SP e outras cidades grandes eles possam comercializar o original da Grécia 🙂

      Curtido por 1 pessoa

Deixe seu comentário :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s