Metéora e seus encantos

Metéora é um enorme aglomerado de rochas de arenito localizado na saída de Kalambaka. É um dos maiores e mais importantes complexos de mosteiros do Cristianismo Oriental.

Os mosteiros de Metéora foram construídos sobre rochas, e são, hoje, o segundo grupo monástico mais importante da Grécia, superado apenas pelo Monte Atos. Dos trinta monastérios, somente seis estão em funcionamento hoje e abertos a visitação de peregrinos. Mas há muitos mosteiros menores abandonados, a maioria deles fundada no século 14.

O nome Metéora é mais recente e não é mencionado por escritores antigos. O nome foi dado em homenagem a São Athanasios Meteorito, fundador do Mosteiro da Transfiguração, localizado no Grande Meteoro – pedra na qual ele escalou pela primeira vez em 1344.

De acordo com pesquisas, os primeiros eremitas se estabeleceram na área por volta do século 12. Em meados do século 14 o monge Nilo reuniu os monges que viviam isolados em cavernas rochosas, de modo a organizar o monaquismo em Meteora.

A conquista da Tessália pelos turcos em 1393 e a queda final do Império Bizantino provocada no início do século 15, foi um fator de declínio na vida monástica de Meteora.

Ao final do século 15 a vida monástica é retomada, com a  fundação do mosteiro da Santíssima Trindade (1475-1476) e a pintura do Grande Meteoro (1483). No próximo século, foram estabelecidos novos mosteiros, construídos novos edifícios católicos e monásticos, a maioria dos quais foram decoradas com pinturas de belas artes.

Meteora, devido à topografia, foi o refúgio ideal contra os turcos possibilitando assim a  preservação dos monumentos da cultura e obras de arte pós-bizantina. No início do século 19, porém, muitos mosteiros foram saqueados e destruídos pelo exército otomano.

Os seis mosteiros de Metéora que estão em funcionamento, foram restaurados e a sua maior parte encontra-se preservada. Em 1988, a Unesco incluiu Meteora na lista de monumentos do patrimônio mundial, como particularmente importante bem cultural e natural.

A altitude média é de 313 metros – sendo o maio pico com 549 metros e o menor com 305 metros.

Estudos mostram que algumas rochas foram formadas antes de 60 milhões de anos, durante o Período Paleogeno, porém o intemperismo, erosão e terremotos deram-lhes sua forma atual. Somente na década de 1920 foram esculpidas escadas e túneis nas rochas, imagine que os  métodos de acesso utilizados até então eram por cordas, roldanas e cestas… Que bom né!

A viagem a Metéora é uma otima opção para quem quer relaxar espiritual e mentalmente. Através da paz interior e do sentimento de gratidão, a sua visão de mundo e vida jamais serão os mesmos. ❤

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

18 Respostas para “Metéora e seus encantos”

  1. Paula Oliveira Abud

    Adoro conhecer histórias, fico fascinada com eles, quero conhecer Meteora, pois uma viagem que proporcione relaxamento mental e espiritual é algo que nós sempre precisamos em um algum ponto da vida, amei! Obrigada por compartilhar com a gente. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
    • Salonisses

      Por isso as vezes vejo alguns monumentos e locais históricos e fico assim embasbacada com o tamanho da história deles e quantas vidas já passaram por ali… é muito coisa de loucos heheh

      Curtir

      Responder

Deixe seu comentário :-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: